segunda-feira, 10 de maio de 2010

Petição de abertura de inventário

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DA COMARCA DE JUIZ DE FORA/MG, A QUE ESTA FOR DISTRIBUÍDA.


ABERTURA DE INVENTÁRIO





______________________________, brasileira, viúva, inspetora escolar, inscrita no CPF sob o nº ________________________, residente e domiciliada nesta cidade de Juiz de Fora/MG, na Rua ______________________________ nº 1806, Bairro ____________________, CEP nº 36.100-000, por seu advogado que esta subscreve, com endereço profissional mencionado no cabeçalho desta, onde receberá intimações, vem à presença Vossa Excelência informar que no dia 23/10/2008, faleceu “ab intestato”, o sr. ________________________, nesta cidade de Juiz de Fora/MG, no HPS – Hospital Pronto Socorro – Mozart Teixeira, tendo deixado bens (móveis e imóvel) e herdeiros, bem como, a requerente, com quem era casada pelo regime da comunhão de bens, mantendo convivência até a data do falecimento.

Na qualidade de cônjuge supérstite (art. 988, inciso I, CPC), requer a abertura do inventário dos bens deixados por seu falecido marido, e a sua nomeação como inventariante, devendo ser intimada para compromisso de bem e fielmente desempenhar o cargo e dar prosseguimento ao inventário até final partilha.

Junta os documentos abaixo relacionados, e atribuí à causa o valor de R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais), que é o valor aproximado dos bens a serem inventariados.

Pede deferimento.

Juiz de Fora, MG, 05 de novembro de 2008.



Advogado
OAB/MG nº


ROL DE DOCUMENTOS:

1) Procuração
2) Certidão de Óbito
3) Certidão de Casamento

7 comentários:

  1. Olá Professor.

    Que maravilha esse seu blog. Pense numa pessoa desesperada por obter mais conhecimentos, pois é, sou eu.
    Acabo de concluir o curso e já havia alcançado exito na OAB, porém, esse início de carreira é desesperador. É quando saimos da faculdade que nos damos conta do quanto ainda temo para aprender.
    Agora entendo a frase "Só sei que nada sei".
    Grata por compartilhar seu conhecimento.

    Esse modelo de petição me foi de grande utilidade.

    Abraço

    Dra. Suzana Perez

    ResponderExcluir
  2. Prezado Professor,
    Muito obrigada pela sua preocupação e ajudar os inciante.
    Foi de grande valia essa peça para mim.
    Obrigada.
    Dra. Aline

    ResponderExcluir
  3. Show de bola! Posso fazer uma pergunta? Lá vai: Morreu a esposa e deste casamento tiveram 4 filhos. Não fizeram inventário da morte da esposa. Dai o cidadão danadinho arrumou outra esposa e teve mais dois filhos e morreu.
    Então, como se faz essa divisão com a morte dele? A segunda esposa foi apenas uma relação de fato e os bens são todos do primeiro casamento.
    Eu tenho que no esboço da partilha especificar a parte dos filhos havidos no primeiro casamento e depois temporizar quando os dois últimos entraram na parte que cabia ao pai falecido?
    Ajuda aí.

    ResponderExcluir
  4. Nossa vida de operadores de direito é um desafio diário... para quem vê de fora é difícil perceber, mas para nós, a conclusão de que a advocacia é uma atividade eminentemente criativa é uníssona... obrigado pelo compartilhamento e auxílio nessa cruzada pela busca do melhor direito aos nossos contratantes!

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado pelo modelo.

    ResponderExcluir
  6. Este modelo de petição é excelente

    ResponderExcluir
  7. Excelente blog! Parabéns por compartilhar seu conhecimento!

    ResponderExcluir